Arquivo para dezembro \06\UTC 2008

Ação: a palavra de ordem

O mundo pede socorro. Não é à toa que essa frase já virou clichê. A freqüência de tufões, ciclones, tornados, furacões e cataclismos em geral aumenta cada vez mais. De um tempo pra cá, são registrados aumentos de temperatura numa média de dois graus Celsius. O aquecimento global é o alerta de descaso com o mundo em que vivemos.

É vergonhoso saber que os responsáveis pela maioria dessas catástrofes somos cada um de nós. O homem quer progresso. Quer cidades industrializadas, indústrias que lançam volumes cavalares de gases poluentes na atmosfera sem nenhuma preocupação. O asfalto e os arranha céus, sinônimos de modernização e prosperidade, retêm a radiação solar,  gerando ilhas de calor.

O aquecimento global não gera somente a sensação de desconforto térmico. O tempo quente e seco causa problemas respiratórios, principalmente em crianças e idosos.  A fuligem respirada por uma pessoa entope os alvéolos pulmonares, podendo causar enfisema. O período de seca em locais áridos e semi-áridos se prolonga, os rios secam, o homem começa a beber do seu próprio veneno. Tal fato é chamado de inversão.

Alguns governos já admitem a extinção da vida na Terra, mas não tomam soluções cabíveis para a mudança desse quadro desolador. É preciso tomar atitudes drásticas e rápidas, para evitar o aquecimento global. Deve-se poluir menos, colocando filtros que absorvam os gases poluentes nas chaminés. Deve-se investir em educação avançada, para que se encontrem soluções novas. Pequenas ações que tomamos no dia-a-dia já contribuem para o mundo melhor. Comprar produtos de empresas que se preocupam c0m 0 meio-ambiente já é uma boa providência a ser tomada.

Deve-se agir, enquanto há tempo.

Anúncios

Ladies and Gentlemen

O blog está muuuuito parado, eu sei. Mas vou programar os posts das minhas redações que escrevi na escola desenferrujá-lo nas férias.
Sendo assim, acompanhe meu Twitter: http://twitter.com/MatheusCunha


Top 5 Clicks

  • Nenhum

Por aqui já passaram

  • 1,767,110 Pessoas

Piu, piu!

Mais