O tumblr já está(va) morto

Esse post era pra sair semana passada, mas eu desempolguei porque os browsers inventaram de trocar as fontes. Enfim.

_____________________________________________________________________________________
ANTES DE LER, LEIA:

Na era da globalização e da carapuça de tamanho universal, você pode entender que algo escrito aqui foi uma indireta feita especialmente pra você. Cuidado com a síndrome de Tarso. Não estou lhe seguindo, pregando pra Cristo ou muito menos citando o seu nome.
_____________________________________________________________________________________

Semana passada, o tumblr estava inquieto. O grande motivo era a aparição do site no Fantástico. Muita gente dizendo que depois da reportagem, entraríamos num iminente processo de orkutização. Diversos posts vomitando o nojo dessa veiculação, defendendo uma separação cronológica em ADF (antes do Fantástico) e DDF (depois do Fantástico). A partir daí, pergunta-se: o tumblr já não estava orkutizado?

Sim, estava. E posso dizer que já faz um bom tempo.  Pelas minhas rápidas checagens, estimo que essa brincadeirinha turca começou há 10 (DEZ) meses atrás.

FATOS HISTÓRICOS

A história toda começa com a orkutização do twitter, quando os novos orkuteirinhos começaram a seguir os veteranos e repararem nas atualizações automáticas que o tumblr enviava pelo twitter. A partir daí, um bom número de páginas foi criado. Essas páginas, também mandavam atualizações automáticas e puxavam mais gente ainda pro tumblr. Foi assim que a situação começou a complicar.

O primeiro sinal foi o nosso querido idioma português começando a aparecer. Quando eu entrei no tumblr, TUDO era em inglês.  Não se pode confundir as primeiras páginas 100% em português (como o porramauricio) com o fenômeno da orkutização, afinal essas páginas apenas viam o tumblr como uma alternativa às plataformas convencionais como Blogger e WordPress.

O problema do português começou a aparecer quando o pessoal traduzia posts em inglês. O segundo problema foi a CHUVA de gifs.

Tadinho de mim, me orkutizaram

A ERA PÓS-MODERNA

Assim surgiam os 200 gifs por posts precedidos de algum texto. Em inglês. A partir daí, a tradução enveredou por este ramo, criando outros estilos  até o tumblr se tornar insuportável. DÚVIDA? Pesquise pela enxurrada de “quem nunca […] não sabe o que é […]” http://www.tumblr.com/tagged/quem+nunca.

O próximo passo foram os textos, que parecem ter sidos retirados do programa da Ana Maria Braga. Textos extremamente otimistas e melosos, que ganharam a simpatia de muitas meninas adolescentes com um nível de incoerência para relações amorosas acima do tolerável. Instaurou-se o caos. Começaram a chover covers da sinceridades¹ e a própria sinceridades¹ dentro do tumblr. Como se não bastasse o twitter.

SOLUÇÕES

O tumblr é um instrumento para disseminar ideologia. Vista a crescente ascensão dos textos da Ana Maria. Os textos em si, passam até alguns conceitos legais. O problema é que muitos deles apenas servem pra cumprir a responsabilidade social. Pro inglês ver. Se o tumblr fosse usado pra tentar coibir essa incoerência, gritante, o tumblr seria um lugar melhor pra se viver.

 

¹Sinceridades: plural de “sinceridade”, [Do lat. sinceritate.] Substantivo feminino.  1.Qualidade de sincero.  2.Franqueza, lealdade, lhaneza, lisura.  3.Boa-fé.

Oi, férias

Post de merda sem nenhum objetivo. Esteja ciente antes de ler.

Continue lendo ‘Oi, férias’

A febre dos videocasts


Sensualizando no meu videocast

Ultimamente, vossa senhoria tem presenciado algumas pessoas expondo suas opiniões em vídeos no YouTube.

Posso afirmar que a maioria está querendo virar webcelebridade. (existe isso? Senão, neologismo mode: on.) É mesmo. Para e pensa comigo.

Essas pessoas escolhem temas que estão de certa forma emergindo entre os outros com um sentimento de indignação (Cine, colírios, Restart, Justin Bieber,  Luan Santana, Fiuk, Malhação, Capricho, coloridos etc.) para que o resto dos campeões pensem: “pô, olha lá, puta de um cara super inteligente, legal e humilde. Meu brother! Woohoo!”

Fazem dramatização artística frente à camera. É um festival de mexe-mexe com a sobrancelha sem fim. Editam com esmero mil e renderizam em 720p. Fazem até jeitão de voz de comediante de stand up. Alguns vão além e se rotulam como humoristas de internet. É como se fosse um teste de ator pra oficina da Globo. “Hey, Wolf Maia! Pega na minha interpretação digna de Oscar!”.

E o capricho na aparência para aparecer no seu monitor, caro leitor? Gelzinho, óculos escuro, camisa legalzinha. Alguns até “sensualizam” durante o vídeo.

E o melhor de tudo, no final, fazem um JOGO DO ADD com quem está assistindo:

“Oi! Se você gostou do vídeo, entre no meu blog, dá um follow no twitter,  RT os meus tweets, me inclua no follow friday, me coloca numa lista cool, me curte no facebook, entra na minha comunidade do orkut, se inscreva no link que estou apontando, clique em “gostei” que se encontra aqui embaixo, me mande uma carta, fale de mim pro seu vizinho, ME DÊ ATENÇÃO, POR FAVOR! :(“

Oras, fazer um vídeo em que a última preocupação é o tema e o foco  principal é conseguir ser relevante na internet? Por favor, mais coerência nisso aí.

Razões pela qual eu não gosto de futebol


Antes de escrever, já aviso:

1 – Antes de tacar pedras, leia o post INTEIRO.

2 – Estou completamente imune a comentários do tipo ofensivo. Esses serão barrados na hora da moderação.


Já dizia o meu ex-professor de Física: “Futebol não presta. Futebol se resume a vinte e dois jogadores correndo atrás de uma bola. Futebol só dá homem. E homem, é coisa que a gente não quer.”
No dia eu ri e achei a coisa mais certa. O que eu ganharia ao assistir futebol? NADA! Aprenderia a ‘rica’ arte de se detectar um impedimento, um pênalti? Não iria acrescentar nada na minha vida.
Futebol só presta para quem joga, pelos benefícios da atividade física REGULAR (não me refiro aos peladeiros de final de semana, até porque, para eles, jogar futebol apresenta um risco eminente à saúde) e também pelos jogadores profissionais que ganham milhares de reais enquanto os torcedores perdem 90 minutos de sua vida com a bunda na cadeira idolatrando um time como se fosse um Deus.
Vou mostrar os motivos pelos quais eu não gosto de futebol.

1 – Fanatismo

A coisa que me deixa mais revoltado na vida é o tal do fanatismo. Até mesmo fora do futebol. Não entendo o porquê das pessoas matarem e morrerem por um time que não dá nada a elas. Não entendo o sentido duma torcida que se diz ‘organizada’ e que promove apologia ao roubo, às drogas e ao assassinato. Torcidas pseudo-organizadas deveriam ser extintas. Não entendo o chororô descontrolado dos torcedores ao saberem que o time caiu pra segunda divisão. Parece que o time é a mãe de cada um e que eles estão consumando o velório da dita cuja.

2 – Violência

O futebol promove a violência. Tanto dentro do gramado, quanto nas arquibancadas ou fora do estádio. Mais uma vez não compreendo o motivo de uma briga por uma instituição suja e ridícula. Todos os torcedores parecem animais famintos, matando para defender seu pedaço de carne.

Lembra das sazonais mortes de torcedores que aparecem no jornal? Pois é. A mãe, coitada, toda indignada, dizendo que o filho era uma pessoa de bem, que não fazia mal à ninguém (isso estrofado, dá até um poema. Que tocante!). Na verdade, o filho, às vezes, tinha culpa no cartório na mesma proporção do assassino.

Os fanáticos não se contentam com pouco. Um acusa o adversário de viado, outro de corno, outro de mal pagador, de cachaceiro, de maconheiro, de filho da pluta e outras espécies de xingamento. Ou seja, no final tudo vira um entrudo. E os entrudeiros, com PhD em bandalheira.

3 – Futebol formando gerações

Todos, principalmente o governo, veem no futebol um meio de formação de caráter. Para mim, eles precisam de um ‘oftalmopsiquiatrista’ urgentemente. A formação de caráter que o futebol promove resulta numa geração pobre de espírito e cultura. Não vê os boleiros? A única coisa que eles sabem é tirar foto olhando pra lugar nenhum mais que forçadamente e fazer hang loose em frente ao espelho. Não vê o Adriano? Chega nos lugares se proclamando o verdadeiro imperador da república. O futebol forma pessoas egocêntricas. Cada jogador pensa que é melhor que o outro, que Deus apontou pra ele e disse “você é o cara”. Todo dia um jogador dá entrevista, dizendo a mesma ladainha. O que muda são os erros de concordância, de pronúncia das palavras etc. Enfim, um pobrema mais maior que todos os outros.

4 – A sujeira do futebol brasileiro

Quem assiste futebol financia a riqueza alheia. Todos dão sua singela contribuição para as federações estaduais se enriquecerem. Enquanto os chefões estão num conforto de um palacete, assistindo TV à satélite num plasma de última geração, os pobres estão se remoendo por dentro esperando a hora do futebol e ajeitando o bombril na antena da TV de 14″. Não vê o Edilson Pereira de Carvalho? Pois é!

Lição do Titio Matheus: Só ligue pra futebol se ele te dá algum retorno financeiro. Você gosta de futebol? Ótimo! Seja jogador, dono de TV, presidente da CBF ou de um time de fudebol, árbitro corrupto. Mas antes, esteja ciente que a sua profissão relacionada ao mundo da bola dê dinheiro! Caso contrário, você estará nutrindo um amor não correspondido.

Para você ter uma suave noção do problema, assista esse comercial da Skol, falando dos torcedores:

“Boa noite.”

Spoiler da Malhação pelos próximos 100 anos!

Atenção, adolescentes que perdem o seu tempo em frente à tv assistindo coisa que não presta vidrados em Malhação! A Red Grobo antecipou todos os roteiros da novelinha (novelINHA mesmo! Hahahaha!) das 17:00 pelos próximos 100 anos!

Segundo Bahuan Gandhi, assessor de imprensa e roteirista de Malhação, os próximos 100 anos terão “Novos lances e novas histórias, com temas que levarão a galera jovem a ficar coladona na TV!”.  Confira agora o roteiro publicado por Bahuan:

“Malhação – 100 próximas temporadas:

– A história girará em torno de uma menininha comportada, justa, digna e rica/pobre. Ela se apaixonará por um menino também de bom caráter e que não enxerga as maldades em volta dele mesmo. Tudo isso porque uma outra menina, má, inescrupulosa, invejosa e ambiciosa fará de tudo pra estragar o lindo romance dos dois. A história decorrerá exatamente nessa mesma ordem (ou não, quem sabe os outros roteiristas tenham uma grande ideia e mudem 1% da história), durante todos os 100 anos:

– A mocinha conhecerá o garoto boa pinta. Será amor à primeira vista. Os dois tem uma relação amorosa até…

– A vilã júnior perceber e mostrar suas garrinhas de fora. Ela bolará um plano bem manjado, o que resultará…

– Num rompimento do galã com a mocinha. Logo após o término da relação de conto de fadas, o galã é enfeitiçado pela vilã, fazendo um amor ‘bandido’ brotar não sei de onde.

– O amor entre o galã e a megera da trama continua por um tempo, até os dois começarem a se estranhar e o galã (como um corno) ficar sendo o último a saber das trapaças da megerinha.

– Depois da descoberta, passa-se umas três semanas e o casal mocinho-mocinha volta às pazes, tudo fica bem e eles são felizes para sempre.

– Além dessa história, serão abordados outros temas em segundo plano como camisinha, filhos na adolescência, problemas de aparência e etc.

– As bandas de rock continuam, dessa vez com uma referência mais emo. Eles vão fazer sucesso e shows para todos do colégio.

– Malhação também continua desempenhando o seu papel puritano. Todos da escola de mentirinha não falam palavrão e tomam somente suco e sanduíches naturebas.

Bahuan Gandhi
Roteirista de Malhação”

Eu amo você(s)

Sim. Você aí em frente à tela! Eu te amo! Eu prometo que a nossa amizade será eterna,  mesmo que meu nível de relação com você seja quase nulo. Eu te amo e pronto. Aliás, querido(a) amigo(a), gostaria de que você me mandasse seu perfil do orkut, para eu poder fazer um depoimento bem acalorado. Onde eu possa desabafar e declarar todo o meu amor por você.

Calma aí!😀

Esse primeiro parágrafo foi feito pra ilustrar como é o mundo virtual hoje em dia. E não é exagero meu, acredite. Quem nunca presenciou uma coisa dessas?

Creio que o mundo de hoje está desregulado. Como diria o avô da minha professora de Língua Portuguesa: “O errado está virando certo e o certo está virando errado”. Qual a explicação para relacionamentos meteóricos? Bem, caros leitores, só consigo uma reposta pra isso. O conceito de amor e amizade é muito superficial. Aliás, conceito de amor e amizade existe sim, o problema são as pessoas que dizem amar o outro. Será que elas nunca descobriram o real significado dessa palavra de 4 letras? Ou será que elas fingem amar, para suprir a necessidade de carinho ou de reputação social?

Esse assunto é um dos que eu quero refletir mais.

OBS.: Eu não estou dizendo que o mundo inteiro está fingindo que ama, que o mundo está mergulhado na maldade humana pra todo sempre. Estou dizendo que muita gente está tendo esse tipo de comportamento, não todos. ;D

Resultado da 1ª enquete

Pergunta: Quais são suas séries de TV favoritas?

Número de votos: 310
¹ = 10 séries mais votadas
² = 3 séries menos votadas

CSI¹
34 votos – 11%
House¹
32 votos – 10%
Smallville¹
27 votos – 9%
Lost¹
26 votos – 8%
Supernatural¹
22 votos – 7%
Heroes¹
21 votos – 7%
24 Horas¹
19 votos – 6%
Grey’s Anatomy¹
16 votos – 5%
One Tree Hill (Lances da Vida)¹
15 votos – 5%
Prision Break¹
12 votos – 4%
Monk¹
12 votos – 4%
Everybody Hates Chris (Todo Mundo Odeia o Chris)¹
12 votos – 4%
My Wife and Kids (Eu, a Patroa e as Crianças)
11 votos – 4%
Dexter
8 votos – 3%
Bones
8 votos – 3%
NCIS
6 votos – 2%
Criminal Minds
5 votos – 2%
Psych
4 votos – 1%
Numbers
4 votos – 1%
A Grande Família
4 votos – 1%
Brothers & Sisters
4 votos – 1%
Nip/Tuck
3 votos – 1%
Jericho²
2 votos – 1%
Boston Legal (Justiça sem Limites)²
2 votos – 1%
Blood Ties²
1 voto – 0%


Top 5 Clicks

  • Nenhum

Por aqui já passaram

  • 1,757,286 Pessoas

Piu, piu!

Mais